> Sigo Sim Blog: Cine na Praça - Cinema ao ar livre é tudo de bom - vem!

Cine na Praça - Cinema ao ar livre é tudo de bom - vem!

Hey people!

Vamos falar de cinema?!

[De novo, Patty?]

Mas não estou falando das estreias...dos blockbusters em cartaz.

Que tal assistir [novamente] a filmes [muito bons] que já saíram de cartaz há anos, mas que continuamos amando, mesmo assim?

Pensando em explorar e discutir a linguagem audiovisual dos filmes, surge o projeto CINE NA PRAÇA [Victor Civita]



Me empolguei com as postagens ontem e esqueci de falar sobre ele pra vocês [me perdoem] .

Na programação de junho, serão cinco sessões de filmes, todos com ENTRADA GRATUITA [adoro]. As sessões acontecerão sempre durante as quintas-feiras, às 19h [e tem pipoca quentinha], na Praça Victor Civita.

A sessão de estreia aconteceu ontem (02/06), com "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain".

Então...vamos falar sobre as próximas sessões?
[Vamos!]

DIA 09/06 - DONNIE DARKO


Filme do Começo do século [poxa...assim pareceu beeem velho rs...] => ano de 2001, para ser exata.

Dirigido pelo (estreante) Richard Kelly e estrelado por Jake Gyllenhaal (escrevi certo? não sei) , o filme conta a história de Donnie Darko, um garoto brilhante [chega a ser tão brilhante que os outros o veem como louco], que passa a ter visões (em especial, de um coelho gigante) e tem a premonição do fim do mundo. Seria um sonho? 

Há tantos arquétipos nesse filme que Donnie Darko é considerado cult, e um dos filmes mais pesquisados na internet, devido a múltiplas teorias (que o diretor sempre se esquivou a explicar nas entrevistas), como percepção tempo-espaço, buracos de minhoca, universos paralelos, questionamentos sobre o sistema pelo qual a sociedade se organiza, etc.

Vale [muito] a pena [re]ver.

DIA 16/06 - ABRIL DESPEDAÇADO 



Com Rodrigo Santoro.
Sertão, 1910. O filme conta a história de Tonho Breves (Rodrigo Santoro) e sua família.

Os Breves vivem em eterna disputa por posse de terras com a família Ferreira, sua rival.

A tradição entre eles dizia que, se um deles fosse morto, a camisa deste deveria ser estendida e , quando o sangue amarelasse, a família poderia vingar-se da morte do ente perdido.

Quando a camisa do irmão mais velho de Tonho (morto pelos Ferreira) começa a amarelar, Tonho é incitado pelo pai a vingar a morte do irmão, como "reza a tradição".

Reza a tradição? Revidar? Como honrar a família,vingando a morte do irmão mais velho, sabendo que isto custará [também] a sua vida?

Questões como o preço da violência e da tradição começam a ser discutidas a partir daí.

DIA 23/06 - A CULPA É DO FIDEL!


[mas eu acho que é da Anna]

Pra quem gosta de sociologia, é um filme interessante, por mostrar viés políticos, ideologias, enfim. É bem parcial, por isso a pessoa tem que assistir de mente aberta.

A história acontece em 1970, onde Anna é uma garota lindas de 9 anos que vive uma vida de princesa, morando confortavelmente com a sua família (pais, irmão e empregada),em Paris. 

Seu tio (comunista) é preso e morto, e esse fato balança a família. Com a vinda de sua tia, esposa do falecido (morto em uma revolução, lutando pelos direitos do povo),à cidade, convencendo a todos que eles deveriam, também, lutar por uma vida mais digna e justa, Anna começa a ver/entender que há uma cisão de opiniões na sua família.Quem está certo, afinal?

Cada  vez mais irritada com a decisão dos pais, que a proíbem de ir às aulas na igreja, a ler as revistas do Mickey, dentre outras tantas coisas, Anna começa a refletir...qual a razão da existência em si?

Minha opinião? Assista! 

DIA 30/06 - CANTANDO NA CHUVA


OMG!
Desse filme, sou suspeita pra falar.
Um dos filmes musicais mais formidáveis de todos os tempos  [eu disse que era suspeita] , e foi o escolhido para fechar [com louvor] o projeto.

Don Lockwood (Gene Kelly) e Lina Lamont (Jean Hagen) são dois astros do cinema mudo...o par perfeito...[enquanto o cinema é mudo, pois a voz de Lina é agonizante!]

Quando os estúdios começam a trazer para as suas salas o cinema falado,os produtores entram em desespero, procurando alguém que pudesse dublar Lina, para que esta diva pudesse continuar o seu trabalho.

Eis que surge a [linda,talentosa e hilária] Kathy Selden (Debbie Reynolds)  para o trabalho...e desperta o amor de Don. Lina tem o seu orgulho ferido, já que sempre rolou o boato de que Don e Lina fossem um par também na vida real e, geniosa [ou venenosa?],Lina fará de tudo para atrapalhar a carreira de Kathy.

O filme mostra os bastidores do cinema e os perrengues que os produtores passaram nesta fase (o ator, agora, não podia ser só mais um rosto bonito...tinha que ser completo). O elenco atua com brilhantismo, mostrando que a verdadeira arte exige esmero, dedicação, foco e sacrifício.

Curiosidade: as canções foram criadas antes do roteiro do filme.

Destaque para a cena com Cyd Charisse, uma das minhas preferidas no filme (são tantas!), com coreografia idealizada por Gene Kelly (conhecido por levar as suas parceiras de dança à exaustão, pela perfeição).

VOCÊS PRECISAM ASSISTIR. SÉRIO!
Fecharam com chave de ouro =D

Saiba mais sobre o projeto aqui.

Bjs e...nos vemos lá?
Patrícia Fernandes

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

POSTE SEU COMENTÁRIO AQUI.
Envie sua sugestão para posts (e críticas) para o nosso e-mail: mundodapattyoficial@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...